Aceito convites para um café! :
Nos primórdios das Redes de Computadores  não existência um padrão para o desenvolvimento dos equipamentos, cada empresa definia um padrão para ser utilizado na comunicação entre os equipamentos, o que tornava impossível a comunicação com equipamentos desenvolvidos por outros fabricantes. Com isso,  não era possível a existência de uma rede com equipamentos de dois ou mais fabricantes.

ISO

A ISO (International Organization for Standardization – Organização Internacional de Normalização) é uma entidade que concentra os grêmios de padronização/normalização de mais de 900 mil organizações localizadas em 170 países.É uma das grandes responsáveis por oferecer a grande solução para praticamente todos os problemas presentes nas redes de computadores.
 Em 1984, a ISO como entidade de padronização resolveu simplesmente padronizar as redes de computadores e seus processos com a criação do Modelo OSI (Open Systems Interconnection).Com essa padronização, as redes iriam funcionar sempre da mesma forma, coisa que antes não acontecia devido as diferentes funcionalidades que cada fabricante empregava em suas redes. A partir daí abriu-se a possibilidade da “conversação” entre equipamentos de diferentes fabricantes. Os usuários das redes ganharam muito com tudo isso, pois se desprenderam da obrigação de se fechar apenas com um fabricante, tendo agora a livre opção de analisar as características de todos eles de forma individual.

Modelo OSI

O Modelo OSI (criado em 1983 e formalizado em 1995) é um modelo de referência da ISO que tinha como principal objetivo ser um modelo standard, para protocolos de comunicação entre os mais diversos sistemas. Esta arquitetura é um modelo que divide as redes de computadores em 7 camadas a fim de se obter abstração entre as camadas. A informação quando é enviada, percorre as camadas de cima para baixo, ou seja, da camada de Aplicação até a camada Física. Quando a informação é recebida, percorre as camadas de baixo para cima, sendo assim, da camada Física até a camada de Aplicação.

Descrição das Camadas do Modelo OSI

  • Aplicação: É nesta camada que ocorre a interação entre o usuário e o micro computador provendo acesso aos serviços de rede para as aplicações. Exemplo: Navegadores Web(internet explorer, google-chrome), e-mails gateways, servidores de banco de dados (MS-SQL, My-SQL, Oracle), dentre outros.
  • Apresentação: Responsável por responder às solicitações de serviço da camada de aplicação e enviar solicitações de serviço para a camada de sessão. A camada de apresentação serve como tradutora dos dados na rede, traduzindo os dados enviados pela camada de aplicação para um formato compreendido e aceitável por outras camadas do modelo, garantindo assim uma transmissão dos dados. A camada de Apresentação também pode realizar a compressão, descompressão, encriptação e decriptação dos dados.
  • Sessão: Esta camada é responsável pelo estabelecimento, gerenciamento e finalização da sessão entre o transmissor e o receptor. A mesma gerencia a conexão armazenando o seu estado para que caso ocorra alguma falha, como por exemplo na transferência de arquivos, seja possível retomar a atividade que esta sendo realizada.
  • Transporte: Responsável pelo segmento e reconstrução do fluxo de dados provenientes das camadas superiores. Responsável pela disponibilização de mecanismos para transmissão de diversas informações simultaneamente utilizando-se do mesmo canal. A camada de transporte ainda é responsável pela integridade da transmissão de dados, todos os dados não confirmados o seu recebimento no destino é retransmitido (controle de fluxo).
  • Rede: É responsável pelo endereçamento dos pacotes, convertendo endereços lógicos em endereços físicos, de forma que os pacotes consigam chegar corretamente ao destino. Em outras palavras a camada de rede é responsável por determinar qual rota os dados devem seguir para atingir o destino.
  • Enlace de dados: Responsável por empacotar os dados, fracionamento da mensagem em unidades de dados denominadas quadros, que correspondem a algumas centenas de bytes. Um quadro é uma estrutura que contém informações suficientes para garantir que os dados sejam enviados com sucesso através de uma rede local até o seu destino. A camada de enlace garante que os dados estão sendo enviados pelos equipamentos corretos, transformando os dados da camada superior em bits. A camada ainda adiciona o endereço (MAC) da máquina emissora e receptora de dados.
  • Física: Compreende as especificações do hardware que é utilizado na rede, ou seja, as especificações elétricas, mecânicas e físicas, que são documentadas pelos padrões internacionais como por exemplo RS-232, Ethernet 802.3. Ela é responsável por definir a relação entre um dispositivo e um meio de transmissão, transmitindo bits através de um canal de telecomunicações. Ou seja, ela trabalha diretamente com o meio físico da rede, recebendo pulsos elétricos/ópticos, e os converte em bits ou recebe bits, e os converte em pulsos elétricos/ópticos.

Vídeo Explicativo

Acesse nosso canal no YouTube para visualizar outros vídeos sobre programação, como por exemplo Python, Java e Desenvolvimento de sistemas comerciais utilizando a linguagem C#.

Participe do nosso grupo de estudos no Facebook acessando o link https://www.facebook.com/groups/dfilitto/.

Fonte:

28 de agosto de 2014
Site desenvolvido por © Danilo Filitto. Todos os direitos reservados.